Regional Goiás


Sou Rita Mansur, Helper e coordenadora dos programas de aprofundamento de Pathwork aqui em nossa Regional Goiás.

Conheci o Pathwork através de uma amiga, Gilda Maria Vasconcellos que participava da 1ª turma de Pathwork aqui no Brasil desde 1993. Com todo seu entusiasmo, me incentivou muito a participar deste Programa de Autoconhecimento.

Em 1998, comecei a fazer o Programa de Aprofundamento Pessoal em São Paulo. Na primeira fase, a que chamamos Facilitador, a coordenação era feita por Susan Thesenga e Donovan Thesenga, americanos que começaram a aplicar este programa de autoconhecimento aqui no Brasil. A segunda fase, a de Helper, era coordenada por Ana Maria Gavazzi, Helper da Regional São Paulo.

Com este trabalho, comecei a fazer importantes mudanças em minha vida, e conhecer a mim mesma cada vez com mais profundidade, passou a ser a maior motivação de minha vida.

Em agradecimento a todos os benefícios que este Caminho me trazia e comprometida em doar todos os ensinamentos que estava recebendo, em 2000 abri meu 1º grupo de estudos de Pathwork, com alguns pacientes, já que naquela época trabalhava como Médica Homeopata.

Durante 5 anos eu continuei com minha profissão juntamente com a facilitação destes grupos de estudos.

Foi quando comecei a receber o chamado de começar a montar este Programa aqui em Goiânia. Naquela época eu já estava com vários alunos interessados em fazer o aprofundamento, além do que já experimentavam nos grupos de estudos. E eu já sentia a necessidade de expandir este Caminho.

Inah e Rita, em foto de 2018.

Foi quando, ajudada por Gilda, convidamos Inah Maria Santos Bispo, Helper de Salvador, também da 1ª turma do Brasil, que aceitou este desafio de vir coordenar nossa 1ª turma de PPTP (Programa Pathwork de Transformação Pessoal).

Assim, em 2007, juntamente com a Regional do Distrito Federal, começamos a realização deste Programa, que era realizado aqui em Goiânia e Brasilia alternadamente.

Inah Maria está conosco desde então como coordenadora e continua dando sua enorme contribuição em todas as turmas de aprofundamento.

Em 2008, a nossa Regional Goiás foi aberta, autorizada pelo Grupo de Liderança do Pathwork Brasil.

De lá para cá, não paramos mais.

Já formamos três turmas de Facilitadores, estamos com uma quarta em andamento e organizando uma nova turma que começará em agosto deste ano. Já formamos duas turmas de Helpers e estamos com uma terceira em andamento.

Também terminamos uma turma das Chaves, uma metodologia relacionada a uma nova forma de estudar as palestras do Pathwork e estamos com uma outra turma em andamento.

Com tudo isso, hoje temos aqui em Goiânia muitos Helpers e Facilitadores, que também tem seus próprios grupos de estudos e nos ajudam na realização de Palestra Públicas, com a intenção de divulgar mais nossa metodologia.

Assim vamos expandindo juntos o Pathwork em Goiás, o que aumenta mais ainda a minha felicidade e a disposição de continuar dedicada a este Caminho.

Gratidão a todos que contribuíram e contribuem, direta ou indiretamente, com a nossa Regional de Goiás.

Gratidão ao Pathwork!

O trabalho de Inah Maria

O Pathwork chegou ao Brasil trazido por Aidda Pustilnik em 1991 quando ela contou aos seus grupos de autoconhecimento que estava com a ideia de trazer para cá esta metodologia. Eu, Inah Maria, fazia parte de um destes grupos criados por ela.

À partir daí, iniciamos com o estudo das palestras do Pathwork, trazidas dos Estados Unidos por Aidda. O trabalho de tradução neste início e durante toda nossa formação foi feito por Eneida Sanches.


Fizemos dois anos de grupos de estudos das palestras entre 1991 e 1992 orientados por Aidda, que era supervisionada por Judith Sally nos EUA. Aidda, que ministrava a DEP (Dinâmica Energética do Psiquismo) em vários locais do Brasil, divulgava o Pathwork entre seus alunos. Por isso foram muitos os interessados em participar deste Programa de Transformação pessoal.

Foi escolhido um grupo de 32 pessoas de Salvador, Rio Grande do Sul, São Paulo, Recife, Feira de Santana, Minas Gerais, Brasília e Argentina. Durante sete anos e meio fizemos toda a formação neste Caminho.

A primeira fase da formação foi sob a coordenação de Donovan e Susan Thesenga, americanos que se comprometeram em trazer este programa aqui para o Brasil, convidados por Aidda. E para coordenar o final do programa veio a Carollyn.

Foi um trabalho muito rico, desde o início nos moldes dos grupos de estudos semelhantes aos atuais. Todos os professores vinham dos EUA e aconteciam dois encontros por ano, de sete dias cada.

Hoje o Brasil tem uma rede de Pathwork muito grande. É a maior comunidade de Pathwork no mundo.

Sou da Regional Bahia, mas faço parte também da Regional Goiás onde atuo como coordenadora dos PPTP’s (Programa Pathwork de Transformação Pessoal) junto com Rita Mansur, presidente da Regional Pathwork de Goiás.